Pular para o conteúdo principal

Para quem mora no Grande ABC, que tal uma exposição sobre quadrinhos?

DO DIÁRIO DO GRANDE ABC

Celebrar a arte dos quadrinhos e reunir diferentes gerações de talentos. É com esse espírito que o quadrinista e artista visual Gau Ferreira resolveu agitar a programação cultural de Diadema no início do ano. Aproveitando as férias, ele montou a exposição Diadema – 50 X Quadrinhos!, em cartaz no Museu de Arte Popular da cidade e aberto a todo o público com entrada franca.
Nario Barbosa/DGABCA mostra temática reúne trabalhos de dezenas de ex-alunos das oficinas de quadrinhos do município ministradas por Ferreira desde 1996, além de contar com obras de aulas desenvolvidas nas unidades do Sesc. “Minha ideia como professor é tentar deixar esse conceito de ‘desenho de gaveta’, aquele que ninguém vê, de lado. Quero que os alunos saibam que é possível trabalhar no mercado. O quadrinho brasileiro está muito em alta e temos de aproveitar o momento”, diz o organizador. Também há espaço para desenhos de 13 cartunistas e ilustradores já mais veteranos do Grande ABC e de São Paulo. Nomes como Igor Sérgio, Marcos Venceslau, David Jorge e Ricardo Tornice revelam seus talentos na atração.
Para tentar deixar o evento mais dinâmico, Ferreira chamou alguns profissionais para participar de bate-papos com o público. O principal encontro está marcado para quinta-feira, quando é comemorado o Dia Nacional do Quadrinho. A partir das 19h, o museu será palco de debate sobre os rumos do universo ilustrado no País. Entre os convidados para a conversa estão os quadrinistas Bira Dantas, Francisco Marcatti, Daniel Esteves, Thiago Spyked e Gilmar, este último de Santo André e com passagem pelo Diário.
Segundo o responsável pela exposição, é uma oportunidade especial para quem é fã de quadrinhos. “Estamos unindo o útil ao agradável, pegando um pessoal que já está no mercado para falar um pouco de suas carreiras para uma molecada que ainda sonha com isso. Queremos também afirmar ao público que trabalhamos com a chamada ‘nona arte’ e que damos importância à linguagem como cultura.”
Outro ponto a ser abordado na mesa é a história do ítalo-brasileiro Angelo Agostini (1843-1910), considerado o primeiro cartunista e caricaturista do País. Entre seus trabalhos estão desenhos para a revista paulistana Diabo Coxo no período em que o Brasil ainda era regido pela corte portuguesa e a HQ As Aventuras de Nhô Quim ou Impressões de uma Viagem à Corte (datada de 30 de janeiro de 1869). “A maioria das pessoas não conhece o trabalho do Agostini. É importante sempre resgatarmos o seu legado para que as novas gerações não esqueçam o que já foi feito no passado.”
As atividades da exposição são complementadas por lançamentos de fanzines e a divulgação de trabalhos já disponibilizados no mercado. O objetivo é de que a mostra seja integrada ao calendário oficial de Diadema nos próximos anos.
Diadema – 50 X Quadrinhos! – Exposição. Até sexta-feira. No Museu de Arte Popular – Rua Graciosa, 300, Diadema. Tel.: 4051-5408. Terça a sexta-feira, das 10h às 19h. Grátis.

Comentários

EM ALTA NA SEMANA

Almanaque Temático #45 - Capitão Feio

Circula pelas bancas o Almanaque Temático 45, lançado em janeiro de 2018. Custa R$8,00.

Lista de histórias:
O minigame do Capitão Feio - 13 páginas - original de CC #141 (Editora Globo, junho de 1992)Exibido, eu? - 4 páginas - original de CC #204 (Editora Globo, novembro de 1994)Bebês trocados - 17 páginas - original de CC #260 (Editora Globo, dezembro de 1996)Não acredito!! - 18 páginas - original de CC #442 (Editora Globo, novembro de 2004)Que tédio - 10 páginas - original de CC #280 (Editora Globo, setembro de 1997)Proposta repelente - 17 páginas - original de CC #186 (Editora Globo, fevereiro de 1994)Dr. Olimpo x Capitão Feio - 10 páginas - original de CC #282 (Editora Globo, outubro de 1997)O porquinho borralheiro - 18 páginas - original de CC #411 (Editora Globo, outubro de 2002)Sujeira, pra que te quero - 16 páginas - original de CC #433 (Editora Globo, fevereiro de 2004)O menino da máscara do Ursinho Bilu - 18 páginas - original de CC #357 ( Editora Globo, setembro de 2000)Os t…

Checklist Turma da Mônica - Janeiro/2018

A Panini divulgou as capas das principais revistas de Janeiro de 2018, com uma novidade nada agradável. As revistas Mônica, Cebolinha e almanaques passarão a custar R$6,00, e não mais R$5,50.  As revistas com 68 páginas terão seu valor reajustado de R$4,50 para R$5,00. Outras revistas também serão reajustadas. Vale lembrar que este é o terceiro aumento desde 2016.

Mônica 33: “Os quatro amigos ilhados” 
Roteiro: Emerson Abreu Mônica, Cascão, Cebolinha e Magali vão parar em uma ilha deserta e precisarão colaborar para poder voltar para casa.


Cebolinha 33: “Uma noite no cemitério” Roteiro: Emerson Abreu Cebolinha, Mônica e Cascão perseguem Monicão para dentro de um cemitério e acabam atravessando uma passagem que os leva a um mundo paralelo. 

Checklist Turma da Mônica - Fevereiro/2017

A Panini divulgou, por meio do Facebook, as capas das revistas de Fevereiro. Destaque para o gibi da Magali, em que a história de abertura faz referência ao reality show MasterChef. 

Confira as capas (clique para ampliar):